PREVENÇÃO DO CÂNCER COLORRETAL

Quando e como devemos iniciar nossa prevenção ao Câncer Colorretal?

O Câncer Colorretal representa atualmente o terceiro tumor maligno mais frequente entre homens e mulheres no Brasil de uma forma geral, perde apenas para o câncer de próstata e mama. Algumas regiões como sudeste do país este índice já ocupa a segunda posição.

Segundo dados do INCA (Instituto de Câncer) em 2016 tivemos:
- 16.660 novos casos entre homens
- 17.620 entre as mulheres.

Dados atualizados dos Estados Unidos – Sociedade Americana de Câncer indica para 2017:
- 135.430 novos casos de Câncer Colorretal
- 50.260 mortes em consequência deste Câncer.

Esses dados nos chama a atenção para importância do conhecimento sobre como podemos prevenir e identificar precocemente este tipo de Câncer tendo em vista que sua sua cura esta diretamente relacionada ao seu estágio no momento do diagnóstico.

De uma maneira geral devemos evitar estes fatores de risco:
- dieta ocidentalisada: condimentos, gorduras, carne vermelha
- tabagismo
- etilismo
- sedentarismo
- obesidade
- diabetes

Promover efeitos protetores:
- dieta rica em frutas, verduras e cereais
- atividade física regular
- etilismo
- vitaminas e cálcio
- obesidade
- rastreamento do Câncer Colorretal

Rastreamento do Câncer Colorretal:
Varios exames podem ser utilizados para o rastreamento de Câncer Colorretal mas sem dúvida o mais completo é a COLONOSCOPIA. Através desde exame, além do diagnóstico, podemos fazer prodecimentos de prevenção secundária como polipectomias.

Qual idade começar o rastreamento?

  1. Maiores de 50 anos sem histórico familiar de Câncer Colorretal.
  2. Familiar de primeiro grau com histórico de Câncer Colorretal deve-se iniciar o rastreamento mais precocemente. Com 40 anos de idade ou 10 anos antes da idade em que o familiar foi diagnosticado com câncer intestinal.
  3. Portadores de Síndromes Genéticas seguem esquema espefícico:
    - Câncer colorretal hereditário não polipóide ( HNPCC): devem iniciar rastreamento entre 20-25 anos com exames bianuais até 40 anos e anuais após esta idade.
    - Polipose adenomatosa familiar (PAF): devem iniciar rastreamento entre 10-12 anos de idade com exames anuais.
  4. Casos onde é realizado polipectomias (retirada de pólipos intestinais) o novo exame de controle é individualizado dependendo do tamanho, quantidade e tipo histológico do pólipo.
  5. Pacientes com histórico prévio de câncer intestinal devem realizar exames de colonoscopias anuais.
  6. Lembrar que caso haja “sintomas de alarme”: sangramento retal, perda de peso, anemia, alteração do hábito intestinal o exame de investigação pode ser realizado em qualquer idade após avaliação e solicitação por um médico.

“SETEMBRO VERDE” é o nome dado à campanha de prevenção ao Câncer Colorretal. Este movimento teve iniciativa em 2015 entre a Sociedade Brasileira de Coloproctologia e Associação Brasileira de Prevenção do Câncer de Intestino (Abrapreci) e tem como objetivo informar a população sobre fatores de risco, prevenção, rastreamento e tratamento desta doença.



Para maiores informações acesse os endereços eletrônicos:

www.sbcp.org.br
www.inca.gov.br
www.portaldacoloproctologia.com.br
www.cancer.org
 Voltar

Unidade Votuporanga


Rua Minas Gerais, 3175
Santa Eliza - CEP 15503-024
Votuporanga - SP
(17) 3422-2614 / 3423-6765

Atendimento

Segunda à Sexta
08:00 às 19:00h.